É preciso respeitar quem compra CD

17 12 2008
Digipack do Death Magnetic

Digipack do Death Magnetic

Em tempos de Internet e pirataria fácil, o ato de comprar um disco mudou. De apenas fonte de música, a caixinha continua arcabouço sonoro, porém cada vez mais carrega um espírito de objeto de fã com pacote recheado com outras qualidades. Pena que nem todos ainda entenderam isso.
Com alguma pescada na memória, não é difícil ver que simples ações poderiam contribuir para valorizar quem compra o disco. Já existem bons avanços, como edições com DVDs de bônus sem muito acréscimo no preço, mas um encarte completo ou um produto bem impresso contribuem muito.

Quem comprou o Death Magnetic do Metallica no lançamento encontrou apenas uma caixinha normal, bem diferente do americano. A edição gringa está em uma jewel case (aquelas caixinhas todas transparentes) e o caixão do centro é recortado no meio das páginas, criando uma leve sensação de profundidade. A banda chegou a publicar um comunicado lamentando o fato, que culminou com uma nova edição, desta vez em uma caixinha de papelão com o devido tratamento. Bom para quem esperou, porém um risco no meio do disco dos fãs que pegaram antes. Não há como pensar em uma troca de edições, porém é injusto com quem comprou na saída e jogou a banda para os topos das vendagens outra vez.

A Internet acabou com as tradicionais seções de letras de músicas nas revistas e zines, basta jogar o nome com lyrics no Google e o resultado pula na tela. Assim, quem gosta de acompanhar os versos valoriza ainda mais o encarte, um livreto da banda. Pena que até mesmo os gigantes do AC/DC derraparam nesse ponto. As versões simples de Black Ice apenas trazem fotos do grupo, sem nenhuma menção às letras. Parece besteira, mas para muitos enfatiza o tom prático de clicar nas MP3 e ler no monitor ao mesmo tempo o básico que faltou no papel. 

Testament com cores decentes

Testament com cores decentes

Outro cuidado importante é a impressão. A edição nacional do último Testament, The Formation of Damnation, vem com um DVD extra com um making of das gravações, galeria de fotos e o disco para ouvir no DVD. Apesar disso, a bela imagem da capa foi impressa de uma maneira terrível, praticamente matando o belo trabalho de Eliran Kantor. A impressão “lavada” acaba por desvalorizar um bom pacote e deixa o público com vontade de baixar a JPG da arte original para imprimir melhor em casa. Se você tem este CD, clique aqui para ver uma versão maior de como deveria ser a cor da capa.

São apenas três exemplos de como ações analógicas não combatem a pirataria, mas fazem o básico que um CD deve proporcionar ao público: compensar o investimento.

Por André Pase


Ações

Information

4 responses

17 12 2008
Alysson

Só vim dizer que o Prevail do Kataklysm também se encaixa no mesmo esquema citado em relação ao lançamento nacional do Testament. Será que isso vai se tornar algo comum, assim como a ausência das legendas em português nos DVDs (de bandas de Metal em sua maioria) lançados por aqui ? Acho que o assunto até vale um texto a respeito, não ?

17 12 2008
André Pase

Sim, ia comentar isso e acabei passando. Parece que infelizmente virou padrão, a empresa que lança o disco só põe o aviso de proibir pirataria em português e mantém o resto igual como tava lá fora. É aquela coisa “não reclama que não sabe inglês, fique feliz que tá vendo esse bônus, oras” que desvaloriza um pouco também. Uma hora comento isso em separado, existem casos que a autoria (o projeto do DVD) é totalmente bagunçado. Vou dar uma cuidada mais nisso também então.

17 12 2008
Alysson

O 25 to Live do Grave Digger em seu lançamento há alguns anos é um perfeito exemplo disso. A autoração desse DVD é uma merda (certas coisas feitas no Nero Vision ficam melhores), sem falar na qualidade de áudio e vídeo. Em seu relançamento, que aconteceu há alguns meses, ele veio perfeito: uma cópia da versão importada. Enfim, possuo ele até hoje, mesmo depois de ter comprado o importado. E agora eu pergunto: cadê o “recall” para os consumidores que compraram a versão antiga ? Ah, e sobre o assunto das legendas, a questão não é o inglês, e sim outros idiomas, que em muitas das vezes são falados nos extras. Imagine o que vai vir nesses DVDs do Wacken que a Hellion está trazendo para cá ? Será que aqueles extras e depoimentos com pessoas de diversos países vão estar legendados ? Eu possuo várias versões anteriores, só que importadas, e confesso que só entendo o inglês (quando não estão bêbados) e muito pouco de outros idiomas. Acho até que deveria ser lei para quando quisessem lançar algo por aqui, essa é minha opinião…

22 12 2008
Tony Frank

Existe absurdos de todos os tipos, em edições remaster do Led Zeppelin-The song Remains the same(ao vivo) que vêm bonus um encarte lindo, só que para acomodar as mídias do título eles não colocaram fixador de plástico que evitaria que as mídias deslisar-se pelo papelão e fica-se todas arranhadas e com marcas, comprei 4 vezes esse título e todos vieram assim dessa forma! e já peguei edições nacionais que são um resumo das internacionais, as intenacionais na maioria, vêm com fixador de plástico, que dizer a parte que se fixa o cd é de plástico trasparente e isso ajuda a não arranha a mídia, já pensou em comprar um cd novo e vim cheio de arranhões ou marcas???? que dizer são pequenas coisas que irritam os consumidores! e as edições especiais e boxes que quase nunca sai no nosso pais! e as edições de dvds que não vêm legendas e as vezes nem bônus têm só as impostadas????? teve uma epóca que a desencadearam uma campanha para recolher os cds piratas, no shopping onde compro cds, quando começaram a prender os pirateadores os cds que custavam 19,99 foram para 29,99 e os de 25,00 foram para 39,90 têm lógica isso, deles melhorarem os preços e consertarem os erros, ficam aí dando banho de água fria no consumidor, as gravadoras brasileira, para ser administrada por ETs, só pode!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: