Roger Miret: “sempre nos rebelamos contra o que chamamos de Classic Rock”

13 12 2008
Em qualquer conversa entre fãs de Rock, o uso do termo Classic Rock pode levar a infindáveis discussões com dois, três, ou quatro lados da história trazendo aspectos diferentes para concordarem ou discordarem um do outro.
The Beatles

The Beatles

Para muitos, o termo Classic Rock não se refere a um estilo, e sim a uma época que compreendeu a segunda parte da década de sessenta, e os anos setenta e oitenta. Tempos em que bandas como Beatles, Rolling Stones, Led Zeppelin, Queen, Pink Floyd, Journey, The Who, Van Halen, Kiss, Def Leppard, AC/DC, Scorpions, entre outros, dominavam as rádios e paradas de sucesso.

Escolha aleatoriamente duas das bandas supracitadas e você imediatamente chegará ao óbvio: as diferenças entre elas são significativas. No entanto, a maioria destes e de vários conjuntos que poderíamos mencionar conseguiu reunir fãs de gostos similares, identificação que se justifica pela programação das rádios à época, com comercialização e público para estes grupos, enquanto ainda se buscava uma saída para a difusão adequada do Punk Rock. Não à-toa, é justamente do Punk Rock ao Grunge que brotam as principais discussões em relação ao que seria Classic Rock.

Ramones

Ramones

Há quem diga que Ramones, Sex Pistols, The Clash e Nirvana – novamente citando somente os medalhões – são Classic Rock. Por outro lado, a identificação entre os fãs de bandas tão diferentes quanto às que nos referimos no segundo parágrafo leva inúmeros críticos e fãs a afirmarem que Classic Rock é um estilo, um movimento, e não unicamente a referência a uma época.

O surgimento desta terminologia está inquestionavelmente ligado à grade das AMs e FMs dentre – mais ou menos – 1965 e 1990. Se nos fixarmos nesta idéia, certamente incluiremos os ícones do Punk, uma vez que eles também viveram seus auges nesse período. Contudo, uma definição da palavra estilo pode ser a chave para o melhor entendimento desta discutível construção histórica. 

Entre as várias acepções de estilo, uma, valiosa, destaca-se no Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa:  “conjunto de traços que identificam determinada manifestação cultural“.

Journey

Journey

Seria possível, por exemplo, colocarmos Journey e Ramones –  o primeiro representante do AOR (Adult Oriented Rock, Album Oriented Rock) ou do Arena Rock e o segundo do Punk Rock – como membros de mesma manifestação cultural apenas por terem o Rock na descrição da música que fazem?

Fiz essa pergunta a mim mesmo, e respondi não! De toda forma, achei interessante consultar músicos que participaram da história destes movimentos e encontrei um primeiro auxílio em Roger Miret, vocalista do Agnostic Front – um dos maiores ícones oitentistas do Hardcore/Punk.

Roger Miret (Agnostic Front)

Roger Miret (Agnostic Front)

Quando penso em Classic Rock, penso em Led Zeppelin, The Beatles, Chicago. Acho que nunca fizemos [Hardcore e Punk] parte disso“, afirmou ele, assim que o contatei. Curioso quanto à concepção de Miret, questionei-o se, para ele, nem The Clash, Sex Pistols e Ramones poderiam se enquadrar nesta categoria, e o porquê disso. Sua resposta foi categórica: “Definitivamente não! Eu e todas estas bandas que você citou sempre questionamos a autoridade e nos rebelemos contra os grandes dinossauros do Rock que são chamados de Classic Rock. The Clash, Ramones e Sex Pistols se tornaram muito populares, a ponto de serem até considerados como Classic Rock, mas seus corações sempre pertenceram ao Punk”.

Para Roger, assim como para mim, falamos de diferentes movimentos culturais. Porém, como veremos nas próximas publicações e participações de músicos, muitos são os que, com embasamento, discordam de nós, e pensam esta eterna dicussão de outra forma.

Por Thiago Sarkis


Ações

Information

2 responses

14 12 2008
Dehò

Sou da mesma opinião. Clássico pra mim é o que ficou pra trás.
Claro que isso não faz 100% de sentido, já que surgirão os novos clássicos. Mas a expressão define muito melhor o que foram Led Zeppelin, AC/DC, Deep Purple, Kiss, etc…
Ramones é Punk
Journey é AOR
E Led é Rock/Metal e se encaixa perfeitamente naquela fase do Classic Rock.

Mas a discussão dá muito pano pra manga msm!
Abs, sucesso no blog

16 12 2008
Anula Brasil

Faço das palavras do Miret as minhas. Essa de Classic Rock é um saco! E o que mais me impreciona é que certas bandas nascidas a partir da década de 80 eram contra esse idéia de “Monstros do Rock”, e agora, anos depois, muitas falam que isso as influenciaram, que horror!

Salut Compas!!!!
Anula Brasil

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: